CEASAMINAS - Centrais de Abastecimento de Minas Gerais S.A.
  Contagem, sábado, 25 de maio de 2019.

Preço da mandioca é o menor dos últimos 2 anos

Verlan A. Homem

Macaxeira, aipim e maniva são alguns dos nomes populares da mandioca, hortaliça do tipo tubérculo, considerada pela Organização das Nações Unidas (ONU), como o alimento do século 21. No atacado do entreposto de Contagem da CeasaMinas, o preço da mandioca neste início de ano tem sido o mais baixo em relação aos mesmos períodos de 2017 e 2018. De acordo com produtores, a expectativa é que 2019 seja bem mais favorável ao consumidor, em razão do aumento da produção.

O produtor rural Lucimar Pinto de Oliveira, de Crucilândia (MG), explica que o aumento da oferta é resultado do estímulo à produção em 2017, por conta dos preços mais altos naquele ano. “Como o período entre o plantio e a colheita da mandioca é de 1 ano e meio, o resultado está aparecendo agora. Eu mesmo aumentei minha produção em 20% entre os anos de 2017 e 2019”, afirma. Outro fator que contribui para reduzir os preços da mandioca é a menor procura no verão, uma vez que o produto é muito utilizado em pratos quentes.

Oliveira está pessimista quanto a preços melhores para os produtores neste ano. “A gente costuma dizer que o mercado de mandioca é assim: dois anos bons, dois anos ruins em termos de preço”. Nesse dia 13/2, ele vendia a variedade cacau de mandioca, em média, a R$ 20 (caixa de 20 quilos) e a amarela a R$ 15/cx.

Quedas maiores

O produtor rural Jair Magela da Silva, do município de Bonfim (MG), vendia mandioca entre R$ 10 e R$ 20/cx no último dia 14/2. “Na última segunda-feira (11/02), foi pior, porque vendi por até R$ 7”, ele ressalta, ao lembrar que o custo de produção por caixa é de R$ 15.

Ele afirma que nem mesmo no inverno, quando a demanda é maior, o produto deverá se valorizar. “De olho na grande procura comum no frio, muitos produtores deverão antecipar a colheita no meio do ano. Com isso, o preço, que deveria ser maior, acabará caindo da mesma forma”, prevê.

Silva conta que começou a comercializar no antigo mercado que havia no centro de Belo Horizonte, antes do início de operação da CeasaMinas, em 1974. Para esta safra, ele preferiu reduzir sua produção para menos da metade, ao contrário de muitos produtores, já prevendo possíveis prejuízos decorrentes da queda de preços.

A estratégia de reduzir a entrada de mercadorias no entreposto tem sido utilizada por vários agricultores, conforme revela o produtor Bruno Geraldo da Cruz, de Bonfim (MG). “Normalmente, era para eu trazer 300 caixas hoje, mas trouxe 200. Muitos produtores estão fazendo isso, deixando o produto debaixo da terra, a fim de evitar uma queda ainda maior de preço”, explica.

Ele diz ainda que a mandioca pode ser mantida sob o solo por vários meses, sem perder a qualidade. O problema, segundo ele, é que a hortaliça aumenta de tamanho, perdendo parte de seu valor comercial, embora não prejudique seu sabor. “A mandioca mais saborosa é justamente essa, que passou mais tempo na terra”, garante.

O Boletim Diário de Preços e outros dados ligados à comercialização podem ser consultados no site da CeasaMinas, no link Informações de Mercado.

Mais informações:
Decom CeasaMinas (31) 3399-2011/2012/2035/2036


Notícia de 14/02/2019.

Endereços:
Unidade de Contagem
Rodovia BR-040 km 688 - Kennedy
Contagem, MG, Brasil. CEP: 32.145-900
Telefone: (31)3399-2050

Unidade de Uberlândia
Rodovia BR-050 KM 76 - Segismundo Pereira
Uberlândia, MG, Brasil. CEP: 38.408-369
Telefone: (34)3234-1277

Unidade de Juiz de Fora
Avenida Doutor Simeão de Faria, nº 2525 - Santa Cruz
Juiz de Fora, MG, Brasil. CEP: 36.088-000
Telefone: (32)3222-5460

Unidade de Barbacena
Rodovia BR-040, km 698 - Caiçara
Barbacena, MG, Brasil. CEP: 36.204-666
Telefone: (32)3331-6242

Unidade de Caratinga
Rodovia BR 116, Km 529 - Nossa Senhora das Graças
Caratinga, MG, Brasil. CEP: 35.300-970
Telefone: (33)3321-7243

Unidade de Governador Valadares
Rodovia BR 116, Km 413 - Turmalina
Governador Valadares, MG, Brasil. CEP: 35.042-060
Telefone: (33)3221-2979



Copyright © - Todos os direitos reservados - Centrais de Abastecimento de Minas Gerais S.A.
DETIN - Departamento de Tecnologia da Informação da CeasaMinas.